0Item(s)

Nenhum produto no carrinho.

Product was successfully added to your shopping cart.
  • O dilema do porco-espinho O dilema do porco-espinho
  • O dilema do porco-espinho O dilema do porco-espinho

O dilema do porco-espinho: Como encarar a solidão

Descrição Rápida

O dilema do porco-espinho: Como encarar a solidão


 O poeta Vinicius de Moraes cantava “que é melhor se sofrer junto, que viver feliz sozinho”. Será? Este é um dos fios da meada que o historiador Leandro Karnal, um dos intelectuais mais influentes do país, toma como mote neste livro. A partir de referências filosóficas ou religiosas, relacionadas a fatos históricos ou a romances, ele faz uma saborosa reflexão sobre a natureza de viver só – ainda que por pouco tempo. Ele apresenta como a solidão é encarada no cinema, na literatura, na música, nas artes. Mostra que ela pode ser uma luz e que, em alguns casos, Deus revela-se aos solitários. Segundo o Gênesis, aliás, Deus teria dito: “Não é bom que o homem esteja só; farei para ele alguém que o auxilie e corresponda”. E o autor amplia o tema para discorrer como a tradição judaico-cristã em geral abordou a solidão.




Disponível: Em estoque

De: R$42,90

Por: R$27,90

(Em estoque)

Detalhes de parcelamento
Calcular Frete

Informe seu CEP para calcular o valor da entrega.

Gostou? Compartilhe com seus amigos!

Detalhes

logo clube do livro

O poeta Vinicius de Moraes cantava “que é melhor se sofrer junto, que viver feliz sozinho”. Será? Este é um dos fios da meada que o historiador Leandro Karnal, um dos intelectuais mais influentes do país, toma como mote neste livro. A partir de referências filosóficas ou religiosas, relacionadas a fatos históricos ou a romances, ele faz uma saborosa reflexão sobre a natureza de viver só – ainda que por pouco tempo. Ele apresenta como a solidão é encarada no cinema, na literatura, na música, nas artes. Mostra que ela pode ser uma luz e que, em alguns casos, Deus revela-se aos solitários. Segundo o Gênesis, aliás, Deus teria dito: “Não é bom que o homem esteja só; farei para ele alguém que o auxilie e corresponda”. E o autor amplia o tema para discorrer como a tradição judaico-cristã em geral abordou a solidão.
Em O dilema do porco-espinho, Karnal viaja pela modernidade líquida e também analisa a solidão no mundo virtual. Contempla tanto temas como os amigos imaginários das crianças até pensamentos de filósofos como Aristóteles, que dizia que a solidão criava deuses e bestas.
Como a solidão é um tema que sempre o acompanhou e, segundo revela o próprio Karnal, tem se amplificado em sua maturidade, o autor escreve este livro como um ensaio pessoal. Ao dividir suas meditações, o autor convida seu interlocutor, durante o ato da leitura, a deixar a solidão de lado e compartilhar de seus pensamentos.

A Agrega é parceira comercial do Clube do Livro, responsável pela venda dos títulos presentes no clube.

logo clube do livro logo clube do livro logo clube do livro

Informação Adicional

EAN N/A
ISBN 13 N/A
Número de Páginas 192
Idioma Português
Tipo de encadernação Brochura
Selo (Planeta) Planeta
Edição 1
Data de Lançamento 20/10/18
Autor Karnal, Leandro
Selo N/A

Tags do Produto

Use espaços para separar as tags. E aspas simples (') para frases.

  1. Seja o primeiro a avaliar este produto

Queremos saber sua opinião

Como você avalia este produto? *

Nota

Compre Também